Sergio Marchionne: morreu o comandante da Fiat

Sergio Marchionne, ex-CEO da Fiat, morreu aos 66 anos, nesta quarta-feira de acordo com informações veiculadas pela própria marca. O italiano estava internado numa clínica de Zurique, na Suíça.

Marchionne deixou nos últimos dias o comando da FCA (conglomerado que inclui fabricantes como Fiat, Jeep, Ram, Dodge e Chrysler) e da Ferrari por motivos de saúde. O novo presidente da FCA passou a ser o britânico Mike Manley.

Marchionne tinha feito recentemente uma operação ao ombro que acabou por originar complicações que levaram Marchionne a sucumbir. Todavia, o seu estado de saúde já não era o melhor.

A própria saída do homem forte da Fiat foi acelerada precisamente por causa dos problemas de saúde.
Marchionne passou os últimos 14 anos no comando da companhia. Quando assumiu o lugar, em 2004, o grupo chamava-se apenas Fiat, sem as marcas americanas.

O executivo conseguiu organizar as finanças da Fiat e tornar a empresa lucrativa outra vez logo no ano seguinte, após perdas bilionárias em 2003.

Anterior Capa agosto 2018
Próximo Audi mostra nova face do Q3

Artigos relacionados

Iniciativa solidária converte pneus Michelin em presentes para crianças carenciadas

A campanha “Roda da Felicidade” junta-se à Cruz Vermelha Portuguesa para fazer chegar alegria a crianças desfavorecidas.

Melhor viatura para tuning acima dos 80.000€? O Audi RS6 R da ABT!

Num prémio bastante curioso, a Audi RS6 R preparada pela ABT foi considerada a melhor viatura para tuning (modificações) acima dos 80 mil euros. Este foi, pelo menos, o resultado

Volvo Trucks faz balanço da primeira Impact Race

Foram 277 os participantes masculinos e femininos, dos 8 aos 80, 89 acompanhantes, 27 voluntários da Auto Sueco Potugal e de outras empresas do Grupo Nors e ainda 21 convidados – responderam positivamente ao desafio lançado pela Auto Sueco Portugal, empresa do Grupo Nors, e pela Volvo.