Revista Carros e Motores de março chega hoje às bancas

A edição número 71 da Revista Carros & Motores, referente ao mês de março de 2019, chega hoje às bancos com 84 páginas repleta de boa informação.

Assim, este mês trazemos até si um vasto leque de novidades que conduzimos e sobre as quais estamos em condições de lhe transmitir o nosso parecer.

Depois do superdesportivo EQ Silver Arrow e ainda de alguma informação sobre o Carro do Ano Nacional, do qual a Revista Carros & Motores é júri, começamos por lhe mostrar o novo Renault Clio ao pormenor.

Assim, fomos conduzir o novo Toyota RAV4 híbrido versão 4×2, o renovado Nissan Micra que estreia novos motores 1.0 turbo ue substituem o anterior, o Renault Méganne, Scénic (estreia da atual geração em Portugal) e Grand Scénic com motores 1.3 TCe de 140 e 160 CV.

Fomos ver o que a Ford fez ao Mondeo e o restyling do Mercedes-Benz Classe V.
Em termos de ensaios detalhados, trazemos-lhe o novo Kia Proceed 1.0 T-GDI de 120 CV, o SEAT Tarraco 2.0 TDI de 150 CV, o novo elétrico da Jaguar, o I-Pace com 400 CV de potência e ainda o renovado Jeep Wrangler curto, o DS7 Crossback 1.5 BlueHDI de 130 CV e, cereja no topo do bolo, o novíssimo BMW 840d xDrive Coupé.
O dossier contempla todos os citadinos do mercado e as melhores opções para a sua carteira.

Muitas novidades a não perder

Anterior Capa - março de 2019
Próximo Toyota leva dois Corolla especiais ao Salão de Genebra

Artigos relacionados

Jaguar lança serviço ‘Jaguar Care’ para as suas berlinas

No seguimento da renovação completa de toda a sua gama de berlinas, a Jaguar anunciou a incorporação do programa ‘Jaguar Care’ nos modelos XJ, XF e XE, o qual inclui

World Press Photo 2019 vai contar com a presença da SEAT

A SEAT volta a apoiar o World Press Photo, patente no Picadeiro do Museu Nacional de História Natural e da Ciência, em Lisboa, entre 27 de Abril e 19 de Maio.

O dia em que Barrichello deixou o azar para trás e chorou de alegria

Tendo-se estreado na Fórmula 1 em 1993, ao serviço da Jordan, Rubens Barrichello teve de conviver desde muito cedo com a forte pressão nos seus ombros devido ao facto de