PSA Retail pretende recrutar 1600 pessoas na Europa este ano

Para fazer face aos objetivos ambiciosos fixados no seu plano de médio prazo, a PSA Retail, grupo de distribuição do Grupo PSA, irá recrutar 1.600 novos funcionários, ao longo do ano de 2019, em 11 países europeus.

A PSA Retail tem na igualdade de oportunidades e de diversidade de funções de “1ª linha”, um eixo essencial na sua política de emprego. Todas as funções comerciais ou técnicas disponíveis destinam-se a candidatos que cumpram os níveis de competência requeridos e partilhem a paixão pelo serviço ao cliente, que é a essência da atividade da PSA Retail.

Em Portugal, a PSA Retail desenvolve a sua atividade nos polos de Carnaxide (dedicado às marcas Peugeot, Citroën e DS), Paço d’Arcos (Peugeot), Sacavém (Citroën), Setúbal (Citroën) e Faro (Citroën).

Como parte da política proativa do Grupo, a PSA Retail pretende manter um elevado nível de emprego jovem. Sete por cento do efetivo total da empresa corresponde a contratos de formação profissional (estágios), existindo atualmente cerca de 750 jovens estudantes integrados no quadro de pessoal.

A cartografia de funções da PSA Retail permitiu identificar 50 diferentes funções, repartidas pelas 5 principais atividades: venda de veículos novos (VN), venda de veículos usados (VU), após-venda (APV), distribuição de peças de substituição (PS) e Rent (aluguer de veículos).

O top 5 das funções em processo de recrutamento integra: vendedores de VN/VU, CSC (Conselheiros de Serviço a Clientes), mecânicos, pintores de carroçarias e técnicos especialistas (diagnóstico automóvel).

 

Anterior Volvo V60 R-Design já está á venda em Portugal
Próximo Range Rover Sport estreia novo motor de 400 CV Ingenium

Artigos relacionados

BMW apresenta M140i e M240i renovados

A BMW reforçou a sua gama de acesso com uma nova motorização de seis cilindros em linha e três litros com 340 cv de potência para os M140i e M240i.

Hyundai vai aumentar produção do IONIQ elétrico em 50%

A Hyundai vai aumentar a produção do IONIQ elétrico em 50%, colocando nos próximos meses um ponto final às restrições produtivas.

Red Bull confirma presença no Mundial de 2016

A Red Bull Racing confirmou a sua participação na próxima temporada de Fórmula 1, embora continue sem um acordo firmado para contar com um motor nos seus motores em 2016.