Porsche entra na Formula E

A Fédération Internationale de l’Automobile (FIA) aceitou a inscrição da Porsche como construtor na Formula E. Isto significa que a equipa de fábrica de Weissach pode continuar a perseguir o desenvolvimento do seu próprio sistema de propulsão elétrica, previsto para homologação em 2019.

Como anunciado no final de julho de 2017, a Porsche planeia estar entre os participantes na sexta temporada da competição elétrica, no final de 2019.
A Formula E vai fornecer o chassis e a bateria. Todos os componentes do sistema de propulsão serão, contudo, desenvolvidos pelos próprios participantes.

Isto permite à Porsche encontrar soluções à medida para tecnologias chave como o motor elétrico, o inversor, o sistema de travagem brake-by-wire, a transmissão, o diferencial, o eixo de transmissão, o monocoque e os componentes da suspensão agregados ao eixo traseiro, assim como o sistema de refrigeração e a centralina.

A eficiência energética do sistema de propulsão não só representa um papel decisivo na competição ao atrair muitos dos mais reputados construtores automóveis, mas é também fulcral no desenvolvimento de automóveis elétricos para utilização em estrada.

A entrada da Porsche na Formula E, em 2019, vai coincidir com no lançamento no mercado da versão de produção do concept Mission E. Este veículo, o primeiro Porsche totalmente elétrico, será o automóvel mais focado na desportividade e mais avançado tecnologicamente no seu segmento. A Porsche vai investir mais de seis mil milhões de Euros na mobilidade elétrica até ao final de 2022.

Anterior Land Rover cria Defender no local mais remoto do mundo
Próximo Opel lança série especial Black Edition

Artigos relacionados

Aston Martin elétrico deverá chegar em 2018

A Aston Martin pretende lançar-se também no mercado dos desportivos elétricos, tendo como base para esse seu futuro modelo o RapidE.

O espetacular acidente de Daniil Kvyat

Decorriam os instantes finais da terceira fase da sessão de qualificação para o GP do Japão de Fórmula 1 quando Daniil Kvyat cometeu um ligeiro erro ao volante do seu

Red Bull Racing alerta para hipótese de não competir em 2016

A Red Bull Racing está numa posição complicada para assegurar uma solução para o fornecimento de motores para a próxima temporada do Mundial de Fórmula 1, tendo visto a ligação