Peugeot abdica do Salão de Frankfurt de 2017

Peugeot abdica do Salão de Frankfurt de 2017

A Peugeot anunciou que irá falhar o Salão de Frankfurt do próximo ano. Alternando com o Salão de Paris a cada dois anos, o certame alemão está previsto para o mês de setembro de 2017, mas tem já a sua primeira desistência de peso. A marca de Sochaux pretende, a exemplo de muitas outras, apostar noutras vertentes de comunicação, retirando alguma da importância aos salões automóveis tradicionais.

No Salão de Paris, em outubro deste ano, algumas marcas começaram já por abdicar da sua presença, como foram os casos da Aston Martin, Bentley, Mazda, McLaren, Ford ou Volvo, esta última até com modelos novos para revelar. A razão varia consoante a marca, mas a ideia mais comum é que têm canalizado os fundos para outras ações digitais e tecnológicas ou de posicionamento no mercado.

Para a Peugeot, Guillaume Couzy, diretor de marketing, explicou ao site Autoactu que a marca “se vai focar em eventos que aumentem as possibilidades de experimentar os carros”, embora tenha reconhecido que a decisão possa ser “um pouco radical”.

De resto, surge também a indicação de que o Salão de Paris de 2018 está também em risco de não contar com a presença da Peugeot, para todos os efeitos, uma histórica da indústria automóvel.

Anterior BMW i8 com atualização à vista na potência e autonomia
Próximo Grupo PSA lança programa de mobilidade emov em Madrid

Artigos relacionados

Hyundai apresenta submarca desportiva em Frankfurt

A Hyundai anunciou a criação de uma nova divisão dedicada a modelos desportivos, sob a qual será desenvolvida uma nova gama de automóveis de prestações mais exclusivas. A submarca N

Volvo XC40 será protagonista do novo filme Tomb Raider

Depois de ser eleito Carro do Ano Internacional 2018, o novo Volvo XC40 volta a protagonizar mais uma cena de “filme”.

Nico Rosberg e Lewis Hamilton esgrimem argumentos finais em Abu Dhabi

Apenas 12 pontos separam o líder do campeonato, Nico Rosberg, do seu rival ao título, Lewis Hamilton, numa batalha que volta a colocar frente-a-frente os dois pilotos da Mercedes-AMG.