Kia patrocina Europeu do League of Legends

A Kia Motors Corporation acaba de anunciar a sua primeira incursão nos e-sports – os palco dos videojogos competitivos – ao tornar-se o principal patrocinador do Campeonato Europeu do League of Legends (LEC).

O patrocínio da Kia ao LEC é a mais recente ação de marketing de uma marca com experiência em estabelecer ligações próximas com as gerações mais jovens de utilizadores de automóveis. Como principal patrocinador do campeonato, a Kia lançou um novo filme chamado “Ready to Play”, criado em colaboração com alguns dos mais conhecidos “casters” (comentadores de jogos online) do LEC. O filme da Kia mostra Trevor “Quickshot” Henry reunir uma equipa de “casters” ao volante de um Kia Stinger, dando boleia a Romain Bigeard, Indiana “Froskurinn” Black, Daniel “Drakos” Drakos, Aaron “Medic” Chamberlain e Andrew “Vedius” Day a caminho do LEC.

A Kia criará novos conteúdos digitais ao longo de 2019 para atrair a atenção dos fãs, com jogadores proeminentes, “casters” e veículos da marca. A Kia terá também stands promocionais nos eventos LEC e criará conteúdo original com a equipa “Fnatic”, que venceu o campeonato League of Legends por sete vezes, tendo como tema central a condução dos últimos modelos da marca.

Anterior Vulcano é edição limitada do Maserati Levante
Próximo Mercedes-Benz celebra aniversário do Museu da Porsche

Artigos relacionados

Hyundai Tucson distinguido em Espanha e nos EUA

O novo Hyundai Tucson garantiu mais dois galardões de relevo, confirmando desta forma a sua carreira comercial bem-sucedida, apesar da sua juventude. Em Espanha, o mais recente SUV da marca

Porsche junta-se à Puma para o lançamento de uma nova linha de roupa

A Puma, marca de desporto global, e a Porsche Design desenvolveram uma parceria estratégica para lançar no mercado uma nova linha de roupa desportiva, calçado e acessórios, com início na temporada Primavera/Verão 2019.

Opel antecipa-se a novas normas de consumos e de emissões

A Opel está já a implementar medidas para cumprir com futuros padrões de emissões de CO2 e óxidos de azoto (NOx). A partir do segundo trimestre de 2016, para além