Hyundai acelera desenvolvimento da tecnologia do hidrogénio

A Hyundai Motor Company anunciou investimentos chave em três empresas de hidrogénio – Impact Coatings, H2Pro e GRZ Technologies – para fortalecer a posição de liderança no ecossistema global de hidrogénio.

Estes investimentos estratégicos surgem numa altura de crescente procura por tecnologia fuel cell. A colaboração com estes players líderes da indústria vai permitir à Hyundai expandir a sua infraestrutura de hidrogénio e melhorar a eficiência na produção dos seus veículos elétricos movidos a hidrogénio (FCEV).

“O nosso investimento nestas empresas inovadoras vai reduzir os custos de produção de FCEV e aumentar a segurança e preço da infraestrutura de hidrogénio,” afirmou Youngcho Chi, Presidente e Diretor de Inovação do Hyundai Motor Group. “Esperamos acelerar a adoção da tecnologia de hidrogénio ao tornar os FCEV mais acessíveis para os nossos clientes.”

Impact Coatings
A Impact Coatings AB é um fornecedor líder de soluções de revestimento PVD para fuel cells, oferecendo materiais de revestimento, máquinas e serviços. A empresa Sueca de revestimentos cerâmicos é um substituto eficiente em termos de preço quando comparado com os metais preciosos utilizados na produção de hidrogénio. Sob o novo acordo, a Hyundai e a Impact Coatings vão conjugar os esforços de pesquisa e desenvolver uma nova geração de materiais, processos e equipamentos para as mais variadas aplicações, incluindo a produção de fuel cells e hidrogénio.

H2Pro
A H2Pro é uma startup Israelita que desenvolveu a tecnologia E-TAC (Eletrotérmica, química ativa térmica) de divisão da água, que é eficiente, acessível e segura. A tecnologia da H2Pro vai permitir à Hyundai baixar o custo de produção de hidrogénio, e por sua vez reduzir o seu custo para o cliente final. Este é o segundo investimento da Hyundai nesta startup desde que a Hyundai CRADLE Telavive anunciou a parceria em novembro de 2018.

GRZ Technologies
A GRZ Technologies é uma empresa na Suíça, especializada no armazenamento de energia em forma de hidrogénio. A sua tecnologia permite armazenar o hidrogénio de forma mais segura a uma pressão mais baixa e maior densidade, enquanto a sua tecnologia de compressão tem igualmente um custo mais acessível. O acordo entre a Hyundai e a GRZ Technologies vai acelerar os esforços da empresa para comercializar a infraestrutura de hidrogénio, tornando-o mais acessível para os clientes. A Hyundai é líder mundial no desenvolvimento da tecnologia fuel cell de hidrogénio. Tornou-se o primeiro fabricante automóvel a comercializar FCEV com o ix35 Fuel Cell (também conhecido como Tucson Fuel Cell) em 2013. A segunda geração de FCEV da Hyundai, o NEXO, tem uma autonomia de 609 quilómetros, emite vapor de água e purifica o ar durante a condução.

Anterior Grupo PSA em Portugal confirma negociações com FCA
Próximo Iveco tem novo presidente da marca

Artigos relacionados

TomTom Maps ajuda camiões a poupar combustível

A TomTom (TOM2), a Bosch e a Daimler anunciaram o seu trabalho conjunto no Daimler’s Predictive Powertrain Control (PPC), um sistema avançado de assistência ao condutor (ADAS), ou smart cruise control, para veículos comerciais.

Teste Audi A4 Avant 2.0 TDI 150 cv Sport: Revolução interna

A Audi regressa à berlinda com um modelo evoluído e tecnologicamente repleto de novas funcionalidades, dispondo ao mesmo tempo de diversas qualidades em termos de versatilidade, eficiência e refinamento. Mesmo que não pareça…

SEAT já desenvolve SUV desde 1991…

Ateca, Arona e Tarraco. São os três SUV da gama atual da SEAT, iniciada em 2016. Mas a sua origem é muito anterior.