GLS 63 4Matic+ é a nova coqueluche da Mercedes-AMG

A Mercedes-AMG revelou o seu novo SUV de luxo GLS 63 no Salão de Los Angeles com um motor de arranque-alternador EQ Boost integrado.
A grelha do radiador específica AMG com lamelas verticais cromadas de alto brilho é maior do que noutros modelos AMG. Este componente define a secção dianteira do veículo, em conjunto com o capô expressivo e os faróis LED MULTIBEAM de série.

O Mercedes-AMG GLS 63 4 Matic+ vem equipado de série com jantes de liga leve 21 polegadas de 10 raios, com acabamento cinzento de alto brilho. O habitáculo é espaçoso e de alta qualidade, podendo transportar até sete pessoas. A atmosfera tipicamente AMG do interior é garantida pelos pedais desportivos em aço inoxidável escovado com aplicações em borracha, pela soleira das portas iluminadas, pelos tapetes pretos, ambos com a inscrição “AMG”, e ainda pela iluminação ambiente. O GLS 63+ está equipado com um moderno cockpit panorâmico, enquanto o painel de instrumentos e o ecrã multiméda formam uma unidade única. O ecrã central é tátil.

O novo GLS 63 tem uma distância entre eixos significativamente maior do que o seu antecessor. Isso resulta em maior espaço interior que é particularmente vantajoso para os ocupantes da segunda fila de bancos, cujo espaço para as pernas cresceu 87 mm com os bancos em posição mais recuada, o que também facilita as entradas e saídas do veículo. De série, para o mercado europeu, a segunda fila de bancos pode ser rebatida a 40:20:40 e tem encostos de cabeça reguláveis.

Pela primeira vez, o motor V8 AMG de 4.0 litros biturbo do Mercedes-AMG GLS 63 4MATIC+ está equipado com um motor de arranque-alternador EQ Boost integrado. Este sistema combina um motor de arranque e um alternador numa única unidade elétrica potente, integrada de forma perfeita e compacta entre o motor e a caixa de velocidades.
Os 16 kW (22 cv) de potência e os 250 Nm de binário, disponíveis de forma adicional, permitem acelerações particularmente rápidas com o veículo parado, bem como excelentes recuperações e acelerações intermédias, por exemplo, ao ultrapassar.

Por outro lado, este componente inovador, para além de alimentar o sistema elétrico de 48 volts, também executa funções híbridas. Estas funções incluem o “boost”, a recuperação, a alteração dos pontos de mudança e também o arranque do motor de forma virtualmente impercetível com a função start/stop.

Por outro lado, o sofisticado sistema elétrico de 48 volts permite usar novas tecnologias – alimenta de forma fiável os consumidores elétricos de bordo (por exemplo, as barras estabilizadoras ativas ou os elementos de aquecimento) com energia, garantindo sempre a disponibilidade de toda a potência para a condução.

No GLS 63, o motor V8 AMG 4.0 litros biturbo debita 612 CV e disponibiliza 850 Nm com a ajuda dos 22 CV do motor de arranque/alternador integrado. A aceleração dos 0 aos 100 km/h demora apenas 4,2 segundos e a velocidade máxima é de 250 km/h (limitada eletronicamente). O pack AMG Drivers, opcional, permite atingir os 280 km/h.

Anterior Novo Mercedes-Benz GLA tem lançamento agendado para dia 11 de dezembro
Próximo Fiat renova furgão Talento

Artigos relacionados

Renault Kadjar chega em janeiro a partir dos 29.600 euros

Será em janeiro de 2017 que o tão aguardado Renault Kadjar chegará ao nosso mercado, com a marca francesa a revelar hoje os preços para o seu novo SUV de segmento médio.

Novo Mercedes-Benz SL: O ícone renova-se para 2016

A Mercedes-Benz apostou numa estrategia de ‘baralhar e dar de novo’ no caso do SL, oferecendo a este icónico roadster desportivo novos atributos que o tornam mais apelativo e… dinâmico.

CUPRA inaugura primeira garagem no México

Como parte integrante da sua expansão, a CUPRA estreia-se no país azteca com a abertura da primeira flagship store a nível mundial e com o lançamento do Ateca no mercado local.