Depois de 25 anos, Mário Guerreiro sai do Grupo Volkswagen

Mário Guerreiro é um nome incontornável entre os portugueses que vingaram em cargos de topo na marcas automóveis a nível internacional. Atualmente diretor de comunicação do Grupo VW, o português abandonará a empresa no dia 31 de março de 2019.

Mario Guerreiro deixará a Volkswagen a partir de 31 de março de 2019, mais de 25 anos depois de ter começado a trabalhar para o Grupo alemão.

Antes de se tornar diretor de comunicação do Grupo Volkswagen, Guerreiro desempenhou funções como vice-presidente executivo de Comunicação da VW em Herndon, nos EUA, tendo tido um papel primordial no caso das emissões.

Guerreiro, de 59 anos, começou a carreira como jornalista do setor automóvel em diversas publicações em Portugal, entre as quais o Gui do AUTOMÓVEL. Em 1999 chegou à SEAT onde exerceu funções como diretor de comunicação e, em 2006, mudou-se para a Audi onde trabalhou como diretor de comunicação para a Costa Oeste dos Estados Unidos, com sede em Los Angeles.

Já na Volkswagen, de setembro de 2008 a 2014, Gerreiro atuou como Diretor de Comunicação Internacional onde coordenou a comunicação entre todas as marcas do Grupo alemão.

Anterior Novo DS e-Tense FE 19 já rola no asfalto
Próximo Nissan quer um milhão de elétricos por ano a partir de 2022

Artigos relacionados

Lexus vai apresentar iate de luxo

O protótipo de luxo Lexus Sport Yacht acaba de ser eleito “Boat of the Year” pelo Japan International Boatshow.

Kia Niro elétrico já tem preço para o mercado português

A Kia nunciou o lançamento do e-Niro, a versão elétrica do Niro, já em abril. O novo Kia e-Niro vai chegar a Portugal na versão única com uma bateria de 64 kWh, 204 cv de potência e 455 km de autonomia disponível apenas no nível de equipamento Tech.

Ferrari revela 488 GTB Spider

A Ferrari revelou a versão descapotável do 488 GTB (denominado Spider), modelo que tem apresentação prevista para o Salão de Frankfurt e que faz gala do mesmo bloco V8 bi-turbo