Citroën dominou última ronda do WTCC no Qatar

Citroën dominou última ronda do WTCC no Qatar

O Campeonato do Mundo de Carros de Turismo (WTCC) visitou o circuito de Losail, no Qatar, para aquela que foi a sua primeira dupla corrida à noite, tendo a Citroën mostrado um domínio quase total nas duas provas que se disputaram naquele traçado.

Na primeira corrida, o triunfo coube ao bicampeão José Maria López, que liderou do princípio ao fim, ao passo que Mehdi Bennani, também em Citroën, efetuou uma boa partida e saltou para o segundo posto, já a mais de sete segundos do vencedor, deixando assim bem patente a superioridade do argentino ao longo de toda a primeira corrida.

Naquela que foi a sua melhor prestação da temporada, Bennani acabou por também não ter grandes problemas para garantir o segundo posto final, já que a sua potencial maior ameaça, Sébastien Loeb, noutro Citroën, ficou atrás de Hugo Valente (Chevrolet) na curva 2, tendo depois a velocidade de ponta para segurar o seu compatriota atrás de si ao longo do resto da prova.

Mais dois carros da Citroën terminaram em quinto e sexto, com Ma Qing Hua a ficar na frente de Yvan Muller, ao passo que Norbert Michelisz foi o melhor dos homens da Honda com o sétimo posto, logo à frente de Tiago Monteiro, num dos Honda oficiais. O português conseguiu superar Nicky Catsburg (Lada) na parte final, garantindo assim o oitavo lugar final.

Na segunda corrida, John Filippi (Chevrolet) segurou a primeira posição, mas o posicionamento perigoso dos carros de Nicky Catsburg e de Stefano D’Aste, fruto de um contacto entre os dois pouco depois da partida, obrigou à interrupção da prova na quinta volta depois de um longo período de safety car em pista.

No recomeço da corrida, Filippi foi batido por Yvan Muller logo na partida, com o homem da Campos Racing a cometer um erro e a fazer um pião, sendo que a sua ‘sorte’ viria a piorar quando recebeu uma penalização de passagem pela via das boxes devido a partida irregular. Filippi viria a terminar a prova num solitário 15º posto.

Muller ficou na frente, seguido por Qing Hua que, no entanto, não teve argumentos para enfrentar o francês. A terceira posição foi muito mais disputada, com Michelisz a provar ser o melhor dos Honda uma vez mais, cortando a meta na posição equivalente ao lugar mais baixo do pódio, depois de se ter defendido dos ataques de Loeb, com o resultado final do húngaro a garantir-lhe o título entre os Independentes.

Bennani foi quinto, na frente de Valente e de José Maria López, que efetuou uma má partida, acabando depois por recuperar até ao oitavo posto na frente de Tiago Monteiro, que repetiu o oitavo posto da primeira corrida. O Campeonato de Pilotos terminou com López em primeiro e Muller em segundo, roubando essa posição a Loeb.

Anterior Range Rover Sport SVR: Radical e extremo na neve do Ártico
Próximo GP de Abu Dhabi: Mais uma pole position para Nico Rosberg

Artigos relacionados

Nissan preparada para começar a temporada de Formula E

A equipa da Nissan e.dams está a postos para encetar o seu desafio de competições urbanas elétricas quando o campeonato de Fórmula E ABB FIA der início à quinta temporada, esta semana.

Renault Espace e Talisman têm gama de motores renovada

O Grupo Renault apresentou uma nova geração de motores a gasolina e a gasóleo que vão equipar os seus modelos maiores, Talisman (sedan e carrinha) e Espace.

Audi TT RS cada vez mais perto da produção

A terceira geração do Audi TT prepara-se para receber o seu elemento mais extremo, agraciado com a sigla RS., devendo declinar-se em duas variantes – tanto coupé, como cabriolet –

0 Comentários

Ainda sem comentários!

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Deixe um comentário