Bentley mostrou a nova geração do seu porta-estandarte

O novo Flying Spur, a jóia da coroa da Bentley foi mostrado com pompa e circunstância. Trata-se de um sedan que oferece uma combinação de luxo e requinte difícil de bater.

Este é o primeiro Bentley dotado de um sistema de quatro rodas direcionais de forma a melhorar a estabilidade e conta ainda com o Bentley Dynamic Ride, um dispositivo que permite ajustar a suspensão à condução e ao conforto dos ocupantes.

O novo Flying Spur apresenta uma maior distância entre eixos, mais 130mm que o modelo anterior e tem uma maior presença na estrada revelando linhas mais musculadas ao longo de todo o comprimento do carro. Assim o novo Bentley conta com 5.316 mm de comprimento, 1.484 mm de altura e 1.978 mm de largura.

Na frente a grelha de grandes dimensões de preto brilhante com extremidades cromadas, faz lembrar o icónico Bentley S1 Continental Flying Spur de 1957.

No interior nada foi deixado ao acaso neste novo Flying Spur e mostra a experiência da Bentley em criar veículos modernos e luxuosos.

Em matéria de motorização este novo Flying Spur está dotado de uma versão melhorada do conhecido W12 de 6,0 litros que debita 635 CV de potência e um binário de 900 Nm.

A potência é enviada para a estrada através de uma transmissão de dupla embraiagem ZF de 8 velocidades, a mesma do Continental GT, que permite uma aceleração suave e refinada, passagens de caixa mais rápidas e maior economia de combustível.

Estes números permitem que o novo Bentley chegue dos 0-100 km/h em 3,8 segundos e alcance uma velocidade máxima de 333 km/h.

Anterior BMW deixa "fugir" primeiras imagens da carrinha Série 3
Próximo Honda desvenda mais segredos sobre o seu novo elétrico

Artigos relacionados

MINI Countryman com novas versões de entrada na gama

Como parte da ligeira atualização de gama da MINI para este verão, os modelos Countryman passam a estar disponíveis com os motores 1.5 de três cilindros de génese TwinPower Turbo.

Responsável pelo McLaren F1 anuncia lançamento de marca própria

O responsável pelo McLaren F1, Gordon Murray, anunciou o lançamento da Gordon Murray Automotive, uma marca própria, com o objetivo de desenvolver projetos inovadores em produção limitada.

Pela primeira vez em 50 anos o Volvo não é carro mais vendido da Suécia

A companhia de Gotemburgo tem uma elevada reputação no seu país, algo natural para uma marca que partilha os seus genes com este país forjado por condições climatéricas agrestes.