Bentley desvenda EXP 100 GT

Chama-se EXP 100 GT e é um protótipo com o qual a Bentley dá a conhecer a sua visão sobre o automóvel do futuro e, para além disso, celebra o centenário da criação da marca. É totalmente elétrico, pode circular de forma autónoma e é produzido com materiais de luxo e dispendiosos.

A carroçaria é grande, mede 5,8 m de comprimento e quase 2,4 m de largura. É produzida em alumínio e fibra de carbono e, segundo a marca, tem detalhes de design que recordam alguns modelos históricos da marca, como o R-Type Continental ou o Blower, nos faróis.

As duas portas laterais, que medem quase dois metros e abrem para cima e para a frente, libertam um espaço de acesso muito generoso e amplo.

No interior existem quatro bancos individuais capazes de adaptar a sua morfologia e posição de forma automática em função do tipo de condução escolhida, autónoma ou convencional. Há ainda uma série de sensores biométricos posicionados por todo o habitáculo que ajustam as condições ambientais e inclusivamente da luz, de acordo com a informação recebida sobre a temperatura e pressão arterial dos ocupantes.

No centro da consola está o módulo do sistema que a Bentley denomina “Assistente Pessoal”, um sistema que se encarrega de modificar a luz, o odor, a climatização e inclusivamente a qualidade do ar de acordo com quatro programas pré-definidos.

Para mudar estes programas basta realizar uma série de gestos com as mãos por cima do módulo. Nas portas há ecrãs OLED transparentes que mostram informação relativa à condução ou ao conteúdo multimédia.

Como é habitual, a Bentley utiliza materiais luxuosos para cobrir o habitáculo, mas neste ocasião, respeitam o meio ambiente. Há tintas feitas com cascas de arroz, couro sintético e há ainda cobre, cristal, alumínio ou algodão em alguns detalhes.

Este protótipo move-se graças a quatro motores elétricos que se alimentam da energia acumulada numa bateria por baixo do piso do habitáculo. A Bentley não anunciou a potência do conjunto de motores, mas o binário máximo pode gerar 1500 Nm. As prestações declaradas são muito boas (2,5 segundos dos 0 aos 100 km/h e 300 km/h de velocidade máxima). A autonomia é de 700 km.

Anterior SEAT 600 elétrico vai à escola
Próximo VINCI Autoroutes e o Grupo PSA reforçam parceria pelo carro autónomo

Artigos relacionados

Ferrari e Aston Martin multadas por excesso de emissões

O mais recente relatório da Agência Europeia do Ambiente revelou que Aston Martin e Ferrari estão em risco de serem multadas pela falha no cumprimento das metas de emissões poluentes estabelecidas pela União Europeia para o ano de 2015.

Edição de abril da ‘Carros & Motores’ já chegou às bancas

Reunimos mais de 45 novidades num dossier e debruçamo-nos sobre um dos principais destaques, o Peugeot 5008. Mas há mais!

Jaguar oficializa equipa para a Fórmula E: promessa eletrizante!

A Jaguar prepara a sua incursão no novo universo dos desportos motorizados com a entrada na Fórmula 1 com uma equipa oficial, surgindo nesta com uma parceria de grande relevo.