• DS 7 Crossback: Mais um SUV Premium para a ‘guerra’
  • DS 7 Crossback: Mais um SUV Premium para a ‘guerra’
  • DS 7 Crossback: Mais um SUV Premium para a ‘guerra’
  • DS 7 Crossback: Mais um SUV Premium para a ‘guerra’
  • DS 7 Crossback: Mais um SUV Premium para a ‘guerra’
  • DS 7 Crossback: Mais um SUV Premium para a ‘guerra’
  • DS 7 Crossback: Mais um SUV Premium para a ‘guerra’
  • DS 7 Crossback: Mais um SUV Premium para a ‘guerra’
  • DS 7 Crossback: Mais um SUV Premium para a ‘guerra’
  • DS 7 Crossback: Mais um SUV Premium para a ‘guerra’

DS 7 Crossback: Mais um SUV Premium para a ‘guerra’

A DS quer ampliar a sua presença no mercado e aposta num novo SUV de dimensões médias para se imiscuir na batalha dos Premium: o DS 7 Crossback.

Com uma visão arrojada que se inspira no concept E-Tense, o novo SUV oriundo do Grupo PSA recorre a proporções equilibradas mas agressivas, como se percebe pela integração dos grupos óticos dianteiros com a grelha hexagonal, ‘suportada’ em baixo por uma divisória horizontal que permite uma outra grelha inferior.

Na frente, os faróis dispõem de tecnologia DS Active LED Vision para maior distinção e melhor capacidade de iluminação, oferecendo igualmente uma assinatura luminosa muito característica. O mesmo se aplica atrás, em que os farolins dispõem de tecnologia LED tridimensional. A marca enfatiza que este modelo pretende ser uma visão do que será o futuro da DS e, para o reforçar, aponta para os sistemas de assistência à condução e autonomização de nível 2.0.

No interior, além da escolha cuidada dos materiais e da construção melhorada (com quatro opções de configuração do interior – Bastille, Rivoli, Opera e Performance Line), o DS 7 Crossback aposta na vertente tecnológica com a presença de dois ecrãs de instrumentação de 12.3 polegadas. Ainda no habitáculo, nota para alguns elementos de requinte sobrelevado, como madeira, couro e Alcantara, além de um relógio mecânico da B.R.M posicionado na consola central.

Motorizações eficientes

A DS revela também a sua escolha de motorizações para este modelo, apostando forte numa variante híbrida, com 300 CV de potência total e tração às quatro rodas. O valor de potência total deriva da conjunção de um motor THP a gasolina de 225 CV e dois motores elétricos, estando o sistema associado a uma nova caixa automática de oito velocidades de nova geração (EAT8). Com uma arquitetura em que a caixa automática está colocada em posição transversal e a bateria de 13 kWh e capacidade de 90 kW sob a segunda fila de bancos, a DS garante otimização da distribuição de peso para melhor comportamento.

O eixo traseiro tem alimentação elétrica a partir de um segundo motor, oferecendo dessa forma uma capacidade 4WD. Este modelo tem três modos de funcionamento: 100% elétrico, híbrido ou combinado com uma autonomia em redor dos 50 quilómetros. O carregamento da bateria leva quatro horas e meia em modo normal ou menos de duas horas e meia num carregador de 6.6 kWh numa tomada de 32 A.

Além desta motorização híbrida, o DS 7 Crossback terá ainda uma gama de unidades tradicionais de norma Euro 6.2. Três motores a gasolina – THP 225 S&S EAT8, THP 180 S&S EAT8 e PureTech 130 S&S com caixa manual de seis velocidades – aliam-se a unidades Diesel – BlueHDi 130 S&S com caixa manual ou EAT8 e BlueHDi 180 EAT8.

A marca do Grupo PSA promete uma eficiência melhorada de 4 por cento no consumo de combustível em comparação com a anterior caixa automática de seis velocidades, graças a um novo escalonamento, redução de peso na ordem dos 2 kg e função stop&start ativada a partir dos 5 km/h. Particularidade interessante é a de contar com sistemas de condução semiautónoma DS Connected Pilot, que oferece cruise control adaptativo com função de paragem, além de assistente de manutenção na faixa de rodagem. A mala oferece 628 litros.

Versão de lançamento

O DS 7 Crossbck terá já uma versão de lançamento batizada La Première. Esta distingue-se pela maior elegância e pela sua exclusividade assegurada pelos tons Cinza Artense, Branco Nacré ou Preto Perla Nera, que contrasta com os bancos exclusivos, integralmente revestidos a couro Nappa na cor Art Rubis. O requinte é ainda demonstrado pela confeção requintada do tipo bracelet e realçada com costuras em ponto de pérola.

O DS 7 Crossback La Première está apenas equipado com as duas motorizações mais potentes da gama, os blocos BlueHDi 180 S&S e THP 225 S&S, acoplados à caixa de velocidades automática de nova geração, com 8 relações (EAT8).

Para o reservar, basta aceder ao site www.dsautomobiles.pt (ou www.DS7Crossback.Lapremiere.DSautomobiles.pt) e configurar o automóvel (cor exterior, equipamentos, motores). Esta edição pode ser reservada com vista a uma aquisição a pronto ou com financiamento em ALD.

Anterior Kimi Raikkonen colocou Ferrari na liderança do segundo dia de testes
Próximo Volvo testa camião híbrido

Artigos relacionados

Crossover da Lynk & Co, modelo 02, é revelado na versão final

Marca chinesa que utiliza plataformas da Volvo, mostra crossover para a Europa.

Bentley pondera avançar com produção do EXP 10 Speed 6

Desde o momento da sua revelação que o Bentley EXP 10 Speed 6 tem granjeado grande atenção por parte dos entusiastas dos automóveis. Não passando por enquanto de um concept,

Tesla abre nova loja no Porto

A Tesla abre hoje uma nova loja permanente no Porto, no El Corte Inglés de Gaia. Juntamente com a loja de Lisboa, as lojas temporárias localizadas este verão em Braga e no Algarve e o crescimento das redes de carregamento, a Tesla tem demonstrado a sua expansão em todo o país.