SEAT define perfil de novo cliente de automóveis

SEAT define perfil de novo cliente de automóveis

Tem 53 anos, gosta de SUV e demora dois meses a finalizar a compra da sua viatura. De acordo com um estudo do Departamento de Investigação de Mercados da SEAT, este é o perfil típico dos novos clientes do setor automóvel na Europa. Embora, no caso da SEAT, a idade média dos seus clientes baixe para os 44 anos. Mas, o que nos leva a adquirir uma viatura? Que caraterísticas consideramos prioritárias? Esta é a análise detalhada do processo que os clientes seguem até tomar a sua decisão final.

– Porquê comprar uma viatura? Trata-se do segundo maior investimento depois da compra de uma habitação. Para 55% dos compradores a quilometragem e a antiguidade dos seus veículos são os motivos que os levam à compra de um novo modelo. 20% das vendas são motivadas pela necessidade de maior segurança, mais espaço, redução do consumo ou por querer um carro com tecnologia de última geração. Da mesma forma, 15% alega motivos familiares, como a chegada de um novo membro ou a alteração do estado civil. A mudança de emprego ou a finalização dos estudos (10%) são outros dos motivos pessoais que também têm influência na compra de uma viatura.

– Oito semanas e meia: é o que geralmente demora o processo de compra. 45% dos compradores escolhem primeiro o tamanho e o tipo de carroçaria. 24% dos clientes decidem primeiro o tipo de motor (diesel, gasolina ou híbrido), enquanto 17% definem primeiro o orçamento, e 14% a marca. Neste sentido, segundo Enrique Pastor, responsável pela Área de Investigação de Mercados e Estratégia de Produto da SEAT, 55% dos futuros compradores que optam por uma marca, mudam de preferência ao longo do processo.

– Internet sim, mas com um toque pessoal: 9 em cada 10 compradores admitem que as recomendações do seu círculo mais próximo influenciam a sua decisão final, solicitando conselhos a uma média de oito amigos ou familiares. Apesar do aumento de ferramentas digitais disponíveis, como o configurador online do fabricante (usado por 56% dos clientes), o concessionário ainda tem o papel principal. 55% dos compradores valorizam mais o contacto pessoal, o melhor preço e as opções de financiamento do que a proximidade, pois metade dos clientes não compra o seu veículo no concessionário mais próximo da sua residência.

– A primeira vez: a compra da primeira viatura é um dos momentos que se recorda para toda a vida. As dúvidas e as expectativas levam a que se procure mais aconselhamento e apoio. Antes de fechar a compra, estes clientes visitam até dez concessionários de diferentes marcas, quatro vezes mais do que os restantes compradores; e falam com uma média de 15 amigos e familiares à procura de recomendações. 40% das pessoas que adquirem um veículo pela primeira vez associa a compra a motivos laborais.

– A prazo ou a pronto? Atualmente, as marcas financiam metade das viaturas que vendem através de financiadoras próprias. Esta percentagem duplicou desde 2003, quando estas transações eram feitas, na sua maioria, por outras entidades bancárias. Apenas 38% dos compradores recorrem às suas poupanças, menos 12% do que há 15 anos.

– Condução sem restrições: 35% dos que apostam num veículo híbrido ou elétrico fazem-no motivados por restrições de condução durante períodos de poluição grave. A nova legislação ambiental já se aplica em algumas das principais cidades europeias como Barcelona, Madrid ou Paris.

– Um SUV com design: para 41% dos futuros compradores o design é fundamental: há 15 anos esta percentagem era de apenas 29%. Ao mesmo tempo, 30% procura veículos que oferecem uma posição de condução elevada, um dado que se relaciona com o auge dos SUV como o SEAT Ateca, o Arona e o novo Tarraco. Na verdade, este tipo de carros já representa 33% do total da frota europeia.

Anterior Teste - Renault Mégane RS - A Renault Sport sabe o que faz
Próximo Museu Citroën Origins renova-se para os 100 anos da marca

Artigos relacionados

Peugeot com três novidades em Genebra

A Peugeot chega ao Salão de Genebra com as expectativas em alta após um ano de 2015 bastante positivo em termos de vendas na Europa. Com um crescimento de 4,6

Peugeot 308 com nova edição especial “Style”

Tendo em mente a constante evolução das necessidades dos clientes e a aposta em produtos cada vez mais competitivos, a Peugeot acaba de lançar a versão Style para o novo 308.

Próximo Alfa Romeo Giulietta poderá ter tração traseira

Para o esforço de renovação da gama de Alfa Romeo será essencial o novo Giulia, com lançamento previsto para a primavera de 2016, mas também o renovado Giulietta, compacto familiar