Renault cria chaleira em homenagem aos 40 anos de presença na F1

Renault cria chaleira em homenagem aos 40 anos de presença na F1

Para festejar 40 anos da sua presença entre as marcas históricas da Fórmula 1, a Renault criou a verdadeira chaleira amarela: The Yellow Teapot.

A decisão da Renault de entrar no exclusivo mundo da Fórmula 1 foi tomada em 1975 e tornou-se efetiva em 1977, com um primeiro monolugar denominado RS01. A entrada na Fórmula 1 estava intimamente ligada aos avanços tecnológicos, à época, no que dizia respeito às motorizações. Depois de meses de estudos, a Renault escolheu introduzir um motor turbocomprimido, um tipo de motorização absolutamente inédito na Fórmula 1.

Foi em 1977, no Grande-Prémio de Inglaterra, em Silverstone, que a Renault se posicionou na grelha de partida com o primeiro Fórmula 1 da história com motor turbo.

Como acontece frequentemente com novas e, neste caso, revolucionárias tecnologias, a fiabilidade é menor. O RS01, cuja cor dominante era o amarelo, mas também o branco e o negro, teve de entrar bastantes vezes nas boxes, libertando um fumo branco sinónimo de problema no motor.

Foi Ken Tyrrell, patrão da escuderia com o seu nome que, ao ver o monolugar fumegante entrar na via das box, o apelidou, por piada, de Yellow Teapot (a chaleira amarela). A expressão foi, pouco e pouco, ganhando adeptos e o RS01 acabou a ser conhecido como The Yellow Teapot.

A Renault obteve a primeira vitória na Fórmula 1 apenas dois anos mais tarde, com o RS01, no GP de França de 1979, disputado no circuito de Dijon, por Jean-Pierre Jabouille.

Este triunfo e os que se seguiram validaram o conceito do Turbo na Fórmula 1 e impuseram o respeito das restantes escuderias, à cabeça das quais a Tyrell.

Esta chaleira irá equipar as cozinhas do restaurante do Atelier Renault, nos Campos Elísios, em Paris.

Anterior Circuito de Silverstone quer renegociar acordo para ficar na F1 para lá de 2019
Próximo Valtteri Bottas triunfa sob ameaça de Vettel

Artigos relacionados

Renault lidera mercado Português pelo 18º ano consecutivo

Com um crescimento de 23,9% (25% no mercado de Passageiros e 17,9% nos Comerciais Ligeiros) o mercado automóvel Português registou, em 2015, uma maior dinâmica do que aquela que era

Ford Mustang é o desportivo mais vendido do mundo

O modelo desportivo mais vendido do mundo é o Ford Mustang, de acordo com os mais recentes dados apresentados pela companhia de Detroit.






Aston Martin revela Vanquish Zagato Volante em Pebble Beach

A Aston Martin pegou no seu belíssimo Vanquish Zagato Volante (denominação italiana para ‘voador’) e apresentou em Pebble Beach a variante descapotável, com a principal diferença a residir na remoção