Novo Lexus UX estreia aerodinâmica inovadora

Elogiado pela comunicação social pela sua agilidade, os primeiros UX começam a chegar aos concessionários europeus no início do próximo ano. Mas como concebeu a Lexus um crossover que pretende ser um carro realmente dinâmico?

A resposta reside na Engenheira Chefe do Lexus UX, Chika Kako, e na sua equipa: “Queria que o UX disponibilizasse os benefícios de um crossover convencional – posição mais alta e melhor visibilidade – com o desempenho dinâmico e a agilidade de um hatchback”, explica Chika Kako.

Tendo por base a premissa de Akio Toyoda de que “todos os Lexus devem ter uma condução divertida”, Kako encarregou a sua equipa de engenharia de criar um plataforma incrivelmente rígida – a base para a elegância e superior dinâmica de condução – recorrendo a painéis de alumínio e material composito, que permitissem diminuir o peso e baixar o centro de gravidade.

Em busca de um avanço significativo em termos dinâmicos, Chika Kako contou com a vasta experiência da equipa de engenheiros aerodinâmicos responsáveis por modelos de referência, como o supermodelo de alto desempenho Lexus LFA e a linha Lexus ‘F’. Esta colaboração levou às três seguintes inovações:

A combinação dos faróis traseiros do novo UX recorre a um design avançado que não se limita a ser atrativo: é, também, aerodinamicamente eficiente. Os faróis têm abas incorporadas, de forma a reduzir as alterações de pressão do ar em cerca de 16%, contribuindo para o aumento da estabilidade traseira quer em curva, quer perante ventos laterais. Para uma aparência ainda mais sofisticada, uma única linha contínua de luz é formada por 120 LEDs que afunila suavemente em direção ao centro, medindo apenas 3mm no ponto mais estreito.

Os guarda-lamas nos crossovers têm como objetivo proteger a carroçaria das pedras e gravilha lançada pelos pneus. No caso do novo UX, a Lexus decidiu acrescentar uma segunda função: “Incorporámos uma pala no topo da moldura que suprime a oscilação vertical durante as curvas, aumentando assim a estabilidade e a firmeza da condução”, explica mais uma vez Chika Kako.

Em estreia mundial para a Lexus as jantes de 17″ com nervuras são aerodinamicamente ventiladas. O sulco inspirou-se na “Gurney Flap”, utilizada nas traseiras dos carros de Fórmula 1 para regular o fluxo de ar e aumentar a força descendente. Esta inovação confere mais confiança na condução, graças a um desempenho de travagem mais estável, um aumento da eficiência de refrigeração e redução de turbulência lateral do veículo.

Anterior SEAT mostra primeiro projeto Segway
Próximo Alfa Romeo Giulia conquista prémios no Sport Auto Award 2018

Artigos relacionados

Hyundai reforça apoio ao atletismo na Grande Lisboa

A Hyundai Portugal e a HMS Sports estabeleceram um acordo de parceria que contempla o patrocínio da marca em várias provas de atletismo na Grande Lisboa. Reforçando a sua estratégia

Lewis Hamilton na pole para o GP do Bahrein

Muito se falou do sistema de qualificação introduzido este ano para o Mundial de Fórmula 1, tendo-se chegado a falar após o GP da Austrália que o mesmo seria revertido

Volvo prepara ofensiva elétrica para novos modelos

Na sua atual gama de modelos, a Volvo procura oferecer motores ecológicos e altamente eficientes, daí a aposta recente nos motores de quatro cilindros com a designação Drive-E, a qual