Já foram vendidos na Europa 3 milhões de Nissan Qashqai

Dez anos depois de ter entrado em comercialização, a Nissan anuncia vendas recorde na Europa de 3 milhões de unidades do Qashqai, um número que o coloca com um papel primordial na estratégia da marca na Europa.

A fábrica da Nissan em Sunderland, berço do Qashqai, tal como do Juke e do novo LEAF, registou a produção de 346.856 unidades do líder dos Crossovers, 265.520 das quais vendidas na Europa.

As vendas do Qashqai ajudaram a Nissan a atingir uma cota de mercado na Europa de 3,7%, tendo a Espanha (com um aumento de vendas de 9,4%), França (aumento de vendas de 3%) e a Rússia (aumento de vendas de 12,4%) desempenhado papeis centrais neste resultado.

Em Portugal, a Nissan tem registado um crescimento progressivo e constante da sua quota de mercado, que em 2017 alcançou 5,2%, equivalente a um crescimento de 11% num mercado que evoluiu em 7,6%.

Neste período o Nissan Qashqai reforçou a sua liderança do mercado nacional dos crossovers, conquistando 28,1% de quota de mercado no segmento C-SUV e conseguindo mesmo, com as suas mais de seis mil vendas em 2017, colocar-se na 2ª posição absoluta do segmento C.

O Qashqai é o modelo mais bem-sucedido na história da Nissan na Europa e a sua mais recente geração representa uma forte evolução do modelo. Desde o lançamento em 2007, o Nissan Qashqai venceu mais de 80 prémios, incluindo 19 títulos de “Automóvel do Ano”.

Anterior Os 50 anos da Toyota em Portugal são celebrados com várias campanhas
Próximo Crossland X ultrapassa marca das 100 mil encomendas

Artigos relacionados

Toyota aumenta a produção de fuel cell e depósitos de hidrogénio

A Toyota que atualmente produz cerca de 3 mil veículos a pilha de combustível, acredita que as vendas a nível mundial de veículos a pilha de combustível (FCEV) irão aumentar de forma significativa depois do ano 2020, para pelo menos 30 mil unidades por ano.

Um SEAT Leon à prova de bala

O SEAT Leon é o novo ‘agente’ de duas forças policiais italianas, a Polizia di Stato e os Carabinieri. Ao longo dos testes a que foi sujeito, o Leon 2.0

Spyker vai ter motores V8 da Koenigsegg

Spyker, pequena companhia de carros desportivos dos Países Baixos, anunciou um acordo com a Koenigsegg para passar a contar com os motores V8 de 5 litros com 600 CV e 600 Nm.