Gama Renault Mégane recebe motor dCi de 165 CV

Gama Renault Mégane recebe motor dCi de 165 CV

A gama Renault Mégane passa a estar disponível com o motor biturbo Energy dCi de 165 CV com uma afinação específica desenvolvida pela Renault Sport.

Com base no motor dCi 160 disponível no Espace e no Talisman, esta unidade foi recalibrada pela Renault Sport com o objetivo de otimizar os desempenhos. A potência foi incrementada em cinco cavalos e os 380 Nm de binário máximo estão disponíveis a partir das 1.750 rpm. Por outro lado, a marca trabalhou na contenção dos consumos, com valores anunciados de 4,6 l/100 km em ciclo misto para o Mégane GT e 4,7 l/100km para o Mégane GT Sport Tourer.

Este motor permite, assim, explorar de forma mais vincada o potencial das ligações ao solo desenvolvidas, também, pela Renault Sport, e do 4Control, sistema de quatro rodas direcionais para melhoria do lado dinâmico, sobretudo em estradas sinuosas.

Quer no Mégane, quer no Mégane Sport Tourer, as versões GT Line representam, em Portugal, cerca de 40 por cento das vendas totais de ambos os modelos.

Disponível em janeiro de 2017

MEGANE GT Energy dCi 165 EDC: 34.900€

MEGANE GT Sport Tourer Energy dCi 165 EDC: 36.100€

Anterior Lucid Air: Hiperdesportivo elétrico promete dar luta à Tesla
Próximo Polo e T-Roc marcam ofensiva da Volkswagen para 2017

Artigos relacionados

BMW revela M6 Coupe Competition Edition mais exclusivo

A BMW revelou uma versão mais desportiva M6 Coupe Competition Edition, cujo enfoque está na capacidade de personalização elevada e no motor V8 de 4.4 litros melhorado que oferece 600

Isuzu D-Max com imagem renovada e motor mais eficiente

Com uma performance comerciai crescente nos últimos anos, a Isuzu D-Max foi renovada com uma mão-cheia de alterações que vem torná-la bem mais competitiva.






Hyundai IONIQ, Toyota Prius e Volkswagen Tiguan são os mais seguros do ano

A Euro NCAP lançou a sua súmula dos ensaios deste ano e determinou que o Toyota Prius, Volkswagen Tiguan e Hyundai IONIQ são os “melhores da turma”.